As salas cirúrgicas ou salas cirúrgicas representam 40% das despesas hospitalares totais e constituem ~ 70% da receita total gerada. A pandemia do COVID-19 levou à suspensão temporária de cirurgias eletivas e aumento no cancelamento de cirurgias, o que mostra um relatório publicado por pesquisadores da CovidSurg Collaborative, onde cerca de 28 milhões de cirurgias foram canceladas em todo o mundo durante 12 semanas de pico da pandemia COVID-19.

Gradualmente a retomada das cirurgias começa a gerar o desafio de lidar com o aumento rápido dos volumes cirúrgicos. Especialistas estimam que o cenário pós pandemia irá acelerar a adoção de novas tecnologias em salas cirúrgicas, focando em ganhos de capacidade e eficiência. Uma das apostas para o futuro são as salas de cirurgia híbridas, capazes de atender diferentes disciplinas cirúrgicas.

Salas de cirurgia Híbridas

Uma sala de cirurgia híbrida é um espaço de procedimento avançado que combina uma sala de cirurgia tradicional com uma sala de intervenção guiada por imagem. Trazer imagens para dentro ou adjacente ao espaço cirúrgico significa que o paciente não precisa ser movido durante a cirurgia, reduzindo o risco e a inconveniência

Essa combinação permite procedimentos cirúrgicos avançados e altamente complexos. Não apenas as salas são combinadas, mas as equipes são combinadas para formar um grupo multidisciplinar de médicos preparados para atender às necessidades complexas dos pacientes. Neste ambiente de trabalham em equipe, intervencionistas, enfermeiras, anestesiologistas e técnicos.

Até recentemente, os pacientes conseguiam obter tratamento para doenças complexas separadamente. Isso levou a alguns casos de tratamento e cuidados ineficazes. As salas de operação híbridas permitem que o paciente seja tratado dentro da mesma instalação para procedimentos com tais complexidades. A disponibilidade de vários tipos de equipamentos no mesmo espaço não apenas economiza o tempo do paciente em várias cirurgias, mas também reduz o custo do procedimento e o tempo de recuperação.

O mercado de sala de cirurgia híbrida (SO) está em ascensão devido à crescente demanda por métodos não invasivos de cirurgia e aumento da população geriátrica. Os centros cirúrgicos híbridos oferecem a capacidade de integrar o diagnóstico e realizar operações guiadas por imagem com procedimentos minimamente invasivos em uma única sala. Esses espaços também oferecem uma transição suave para procedimentos abertos, se necessário.

As salas de cirurgia híbridas são frequentemente usadas por equipes vasculares, mas também podem ser usadas para cirurgia geral, cirurgia cardíaca e urologistas. Por causa das grandes equipes necessárias na sala de cirurgia híbrida durante um procedimento, essas salas de cirurgia são geralmente cerca de 500 pés quadrados maiores do que uma sala de cirurgia tradicional.

Dependendo do projeto das salas de cirurgia em hospitais, bem como de seus recursos e necessidades, podem ser construídas salas de cirurgia híbridas fixas ou móveis.

Salas Fixas: oferecem integração máxima com um Ressonância Magnética de última geração, permitindo que o paciente permaneça na sala, ainda anestesiado, durante a varredura. Em configurações de duas ou três salas, o paciente deve ser transportado para uma sala adjacente para digitalização, aumentando o risco de imprecisão por meio de possível movimento do sistema de referência.

Salas Móveis: o paciente permanece e o sistema de imagem é levado até ele. As configurações móveis oferecem diferentes vantagens, como a flexibilidade de usar imagens em várias salas de cirurgia, bem como custos geralmente mais baixos, mas podem não fornecer a melhor qualidade de imagem que um sistema de imagem fixo poderia oferecer.

Benefícios

Entre os principais benefícios da sala de cirurgia híbrida podemos citar os exames sendo encaminhada e disponível para revisão e uso imediatamente na sala de cirurgia, a utilização de métodos menos invasivos, a redução de necessidade de procedimentos adicionais e por consequência dispêndios com novas intervenções.

Segurança do paciente

Os pacientes normalmente experimentam um tempo de recuperação mais curto após um procedimento em uma sala de cirurgia híbrida, devido ao menos estresse de várias cirurgias. Além disso, os pacientes normalmente têm um tempo de permanência mais curto no hospital porque não precisam se recuperar de vários procedimentos e não exigem tantos recursos de gerenciamento de pacientes.

As salas cirúrgicas híbridas permitem a tentativa de um procedimento cirúrgico minimamente invasivo que antes era considerado inseguro devido ao potencial do procedimento se converter rapidamente em um procedimento aberto que requer um ambiente equipado, equipamento e pessoal específicos.

Eficiência da equipe

Um hospital que utiliza um centro cirúrgico híbrido evita a duplicação de equipamentos, recursos, espaço, suprimentos e alocação de pessoal para cada espaço. Com uma sala cirúrgica híbrida, a equipe economiza tempo com as cirurgias, pois os procedimentos podem ser reservados como um procedimento em vez de dois procedimentos separados. Além disso, uma sala cirúrgica híbrida dá ao cirurgião a capacidade de revisar o plano de tratamento tradicional e trabalhar na mesma sala cirúrgica em procedimentos que requerem múltiplas intervenções ou modalidades.

Custo-benefício

Como uma sala de cirurgia híbrida apresenta equipamento cirúrgico e imagem em um local, a solução de problemas de equipamento ou tecnologia só é necessária em um lugar, em vez de dois. Além disso, uma sala de cirurgia híbrida libera espaço para salas de operação padrão e salas de intervenção. Os centros cirúrgicos híbridos ajudam a melhorar os resultados do paciente, agilizam o tempo de recuperação do paciente e reduzem o tempo de permanência do paciente, diminuindo o custo para a instituição de saúde.

Desafios

Há uma variedade de desafios ao planejar e projetar uma sala de cirurgia híbrida, incluindo integração de equipamentos, fluxo de pacientes, despesas de capital, coordenação de fornecedores, segurança de radiação, requisitos de espaço e fluxo de trabalho. Projetos bem-sucedidos de sala de cirurgia híbrida têm vários fatores em comum, incluindo equipe de projeto multidisciplinar, envolvimento clínico inicial e total, identificação antecipada de parceiros fornecedores com um histórico comprovado de design de sala híbrida e equipamento de equipamento personalizado para atender à visão da instalação.

Fontes:

https://www.steris.com/healthcare/knowledge-center/surgical-equipment/what-is-a-hybrid-operating-room
https://www.marketsandmarkets.com/Market-Reports/operating-room-management-market-175407912
https://www.brainlab.com/bp/journal/hybrid-integrated-digital-o-r-differences-similarities/
https://www.red-dot.org/ko/project/ambient-experience-hybrid-operating-room-30855