Cada vez mais as soluções de TI em saúde permitem que os operadores e clinicas de saúde gerenciem o atendimento ao paciente de forma mais eficiente por meio do compartilhamento e da utilização segura de informações de saúde. Listamos 5 soluções de TI que tornam as informações de saúde mais disponíveis e facilitam a experiência dos pacientes:

1. Registros eletrônicos de saúde

Um sistema de registro eletrônico de saúde coleta informações digitais de saúde para pacientes e a população em geral. Simplificando, é uma versão digital do histórico médico de um paciente. O operador de saúde primário geralmente mantém o registro eletrônico. Os registros eletrônicos de saúde de um paciente podem incluir dados administrativos e clínicos, como dados demográficos, medicamentos, alergias e cobertura de seguro médico.

2. Rastreadores de referência

Um sistema de rastreamento de referência é uma ferramenta de software que os operadores de saúde usam para monitorar as ações de seus pacientes. Ele fornece um canal de comunicação eficaz entre duas instituições médicas. Também ajuda médicos e especialistas a manter uma comunicação constante enquanto cuidam de um paciente. Uma ferramenta de acompanhamento entre instituições permite que os médicos resolvam muitos problemas práticos associados a referências médicas. Por exemplo:

  • Os médicos podem usá-lo para saber a hora exata em que seu paciente consulta um especialista e o resultado da consulta
  • Elimina a necessidade de enviar cartas de recomendação e pedidos físicos
  • Ele permite que os médicos se comuniquem com um especialista e decidam se a visita de um paciente será necessária
  • O uso desse tipo de ferramenta remove muitas ineficiências operacionais associadas aos encaminhamentos de pacientes

3. Portal de Pacientes

São sites com foco em serviços para o paciente projetados para sua saúde pessoal. É uma ferramenta online que permite aos pacientes monitorar suas visitas ao seu operador de saúde, verificar os resultados dos testes, faturamento, pagamentos e prescrições. Alguns portais também permitem que os pacientes tenham interações ao vivo com seus médicos e marquem novas consultas. Em geral os portais apresentam funcionalidades como:

  • Agendamento de consultas
  • Canais de atendimento
  • Resultado de exames e testes
  • Histórico médico, incluindo alergias, imunizações e medicamentos
  • Artigos de educação ao paciente

4. Monitoramento remoto de pacientes

O monitoramento remoto do paciente usa ferramentas de tecnologia para rastrear e responder a um fluxo contínuo de dados do paciente fora de um hospital ou clínica. Por meio do RPM (sigla em inglês para Remote Patient Monitoring), as pessoas podem ter alguns índices acompanhados à distância, sem filas, deslocamentos e esperas. Esse tipo de telessaúde é benéfico para monitorar pacientes com doenças crônicas, como insuficiência cardíaca, diabetes e hipertensão. Os médicos podem usá-lo para responder prontamente com uma ambulância quando os dados de saúde de um paciente mostram que ele precisa urgentemente de cuidados de emergência.

5. Pedidos médicos informatizado

Os sistemas pedidos médicos irão substituir o sistema tradicional de pedidos em papel. Eles permitem que os médicos escrevam, enviem e gerenciem várias instruções de tratamento, como exames laboratoriais, pedidos de radiologia e solicitações de medicamentos. Tudo isso é feito por meio de um sistema e não por papel impresso ou telefone.