A quantidade cada vez maior de dados de sensores de saúde pessoais, pacientes recorrendo à telemedicina, novos equipamentos e tecnologias empregadas a toda cadeia da saúde, tais como drones, algoritmos e robôs. As mudanças no setor da saúde irão transformar as carreiras e o futuro das profissões da área nos próximos anos. Muitos dos jovens que hoje são estudantes terão em suas escolhas novos caminhos para se adequar as necessidades e tendências que se apresentam. Confira uma lista de 07 profissões que podem se destacar no futuro (não tão distante) da área da saúde!

1. Especialista em Inteligência Artificial para Saúde

Desde o manuseio de tarefas administrativas repetitivas até a descoberta de associações clínicas invisíveis ao olho humano, a proeza da I.A – inteligência artificial – na área da saúde é de longo alcance. Mas o mais importante para o emprego de algoritmos competentes é seu desenvolvimento eficiente. O aprendizado de máquina é muito frequentemente treinado em dados médicos que estão repletos de vieses inerentes; ou os desenvolvedores usam conjuntos de dados selecionados que não refletem totalmente os ambientes clínicos reais. Assim os especialistas serão essenciais na definição de modelos eficientes e na avaliação e validação de seus resultados.

2. Estrategista de estilo de vida

Graças ao acesso democratizado aos dados de saúde obtidos através de dispositivos será necessário profissionais especializados para auxiliar na navegação pelos dados coletados. Com base nessas métricas de saúde individuais, o estrategista de estilo de vida pode criar estilo de vida personalizado, dieta e rotinas de exercícios para seus pacientes. Irá conectar várias áreas para promoção de saúde e qualidade de vida em uma estratégia integrada através de dados e novas soluções tecnológicas.

3. Tele-Cirurgião

Com a ajuda de robôs, os cirurgiões poderão não apenas realizar procedimentos mais complexos, mas também realizá-los remotamente. E para ajustar suas habilidades, os cirurgiões podem empregar tecnologias como realidade aumentada ou virtual. Isso pode ajudar adequadamente no planejamento de operações ou até mesmo aumentar o desempenho dos cirurgiões. De fato, alguns estudos mostram que cirurgiões treinados em realidade virtual experimentaram um aumento em seu desempenho geral em comparação com seus colegas tradicionalmente treinados.

4. Especialistas em biompressão

Órgãos bioimpressos salvarão a vida de milhares de candidatos a transplante de órgãos; e com técnicas de bioimpressão, esses órgãos podem ser projetados para pacientes individuais. Para este propósito, precisaremos de especialistas em bioimpressão para dimensionar o material de bioimpressão e o andaime de acordo com as necessidades de cada paciente.

5. Assistente de pacientes

Apesar da forte presença tecnológica no futuro da saúde, um dos aspectos mais importantes será o toque humano. Este aspecto cobiçado de cuidado compassivo pode ser fornecido por um chamado assistente de paciente. Este último fornecerá aos pacientes a quantidade adequada de atenção; ajudá-los a navegar em seus dados de saúde; e reunir informações relevantes para os médicos fornecerem opções de tratamento.

Embora esses assistentes ou navegadores não precisem ser médicos, eles têm amplo conhecimento do sistema de saúde; e trabalhará em conjunto com uma equipe de profissionais médicos para aprimorar a experiência do paciente.

6. Terapeuta de Realidade Virtual

O potencial da tecnologia de realidade virtual na área da saúde não inclui apenas o treinamento médico, mas também vias terapêuticas. Estudos já apontam para a Realidade Virtual como uma alternativa benéfica e livre de drogas; seja na redução da dor pós-cirúrgica, tornando o parto menos doloroso ou no tratamento de fobias. À medida que as terapias de realidade virtual são cada vez mais adotadas na prática convencional, elas precisam ser projetadas profissionalmente para incorporar elementos direcionados a grupos de pacientes. É aqui que a contribuição de um terapeuta será crucial. O último exigiria uma formação em psiquiatria e experiência com tecnologia de realidade virtual para projetar tratamentos apropriados.

7. Analistas de dados de saúde

Com a quantidade de dados digitais dobrando a cada dois anos e as ferramentas digitais de saúde contribuindo com sua parcela para esse volume, precisaremos dar sentido a esse big data na área de saúde. Este será o foco dos analistas de dados de saúde. Eles precisarão analisar e interpretar constantemente essa carga cada vez maior de dados para autoridades locais ou provedores de seguros. Os analistas serão os únicos capazes de ajudar a otimizar e lidar com os dados que os pacientes trazem de seus sensores pessoais e kits de teste online.